Imprimir
Núcleos

Tem-se procurado integrar o corpus museal pensando na necessária ligação entre os lugares de origem (Convento do Século XIII, Fábrica do Século XIX) e o seu destino comum– o Museu Robinson.

 

Trabalho complexo e exigente na medida que se constrói no domínio do simbólico, do histórico e do patrimonial das memórias que habitam todo o conjunto classificado como CIP desde Dezembro de 2012, requerendo o cuidado para respeitar a integridade e expressão das referências e preexistências significativas.

 

Procura-se assim, com a reutilização do Convento e da Fábrica, reabilitar o património histórico e industrial, valorizando a sua relação com Portalegre, interpretando e divulgando a sua evolução e potenciando a formação e fruição de novos públicos.